Dia cento e setenta e quatro

A seguir, eu tentei enrolar o porta-quebra-cabeças e movê-lo para a sala. Isso teve resultados mistos.

Melhor tentativa

Melhor tentativa

Aprendi algumas lições com o porta-quebra-cabeças. O truque é garantir que haja sempre uma camada de pano pressionando firmemente sobre as peças. Se a parte de trás começa a soltar enquanto desenrola, já era. Eu achei o processo mais fácil no chão, onde eu consegui segurar ambas as pontas e seguir em frente. Dito isto, é horrível para os joelhos. Fiz várias tentativas para enrolar de volta depois de abrir, porque as peças no meio insistiam em levantar de um modo assustador (acho que foi culpa do tapete). Minhas pernas ainda estavam doendo no dia seguinte.

Não tão bom

Não tão bom

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s