Dia trinta e sete

Geralmente quando monto um quebra-cabeça, começo por preenchê-lo a partir do contorno. Não consegui fazer isso neste aqui por causa do grande número de peças, portanto fui criando várias áreas soltas e conectando-as umas às outras e às bordas. Porém não é sempre óbvio como as partes se conectam, e mais de uma vez eu tive problemas, porque as coisas estavam desalinhados e eu ficava tentando preencher lacunas que na realidade não existiam.

Isso ficou mais fácil de resolver agora que eu posso verificar os padrões de repetição de peças. Hoje notamos que o quebra-cabeça estava fora de esquadro de novo – o contorno tinha virado uma espécie de trapézio, em vez de um retângulo – quando vimos que um dos conjuntos repetidos não poderia caber em nenhum lugar (é difícil ver na foto, mas basicamente a parte com as cegonhas estava muito tenuamente ligada ao resto, e como acabamos descobrindo, do jeito errado).

Bem melhor agora

Bem melhor agora

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s